Artigo – Comparação Entre Modelagem Numérica e Experimento de Campo Instrumentado para Cobertura de Rejeitos

A Loctest representada pela Geoestavel, teve o privilegio de contribuir junto a UFMG, UFV e Yamana para o desenvolvimento deste artigo, que foi publicado no  solo para o XVI Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica realizado em 2014 na cidade de Goiânia.

Neste artigo e tratado de aspectos referentes ao fechamento de empreendimentos minerários são um tema recente, principalmente no Brasil, onde as discussões nesse sentido iniciaram no início dessa década. Na maioria dos casos os resíduos de mineração são dispostos em superfície, mais especificamente em barragens ou diques de rejeito e pilhas de estéril, sendo essencial no encerramento das atividades de mineração o projeto de sistemas de cobertura para minimizar os impactos ambientais. Nesse contexto, coberturas experimentais foram construídas e instrumentadas em uma mina, com o objetivo de avaliar a eficiência de sistemas de cobertura e comparar com resultados obtidos com a modelagem numérica dos mesmos. Os experimentos em andamento consistem em três diferentes alternativas de sistemas de cobertura para um reservatório de rejeito. A instrumentação é composta de medidores de umidade do tipo Water Content Reflectometer (WCR) instalados em diversas profundidades de cada camada de cobertura, bem como de medidores de vazão de escoamento superficial e de água que percola pela cobertura. O artigo descreve os experimentos de campo, os ensaios de campo e laboratório realizados para caracterização das propriedades dos solos, os resultados medidos pela instrumentação e as primeiras comparações entre os resultados numéricos e de campo.

Confira o artigo completo no link: http://upload.tapcrowd1.netdna-cdn.com/upload/metadata/4034/session/64626/599514_80_Cobramseg_.pdf